sábado, 31 de julho de 2010

Crumble de morango


Todo ano chega a época dos morangos e eu saía correndo para comprar...para quê? Para comer com chantilly, para fazer suco, para fazer sorvete e para fazer merengue. Não fujo disso.

Daí fiquei pensando...sei cozinhar bem e não saio da minha zona de conforto com os morangos? porque???
Daí comecei a ver nos blogs que eu leio uma receita aqui, outra ali, e comecei a fazer uma lista de receitas diferentes com morango que eu quero experimentar este ano. Primeiro fiz o sorvete do Victor Hugo que é feito com uma técnica diferentes dos que eu fiz e que fica maravilhoso, mas as fotos ficaram ruins e eu acabei não publicando.
Eu já fiz aqui no blog sorvetes de morango e amoras e de morango com manjericão.

Daí vi esta receita da Pat do Crumble de Morango e parecia irresistível.

Crumble de morango


185g de morangos, sem os cabinhos e cortados ao meio no sentido do comprimento
1 colher (sopa) de açúcar refinado
½ colher (sopa) de suco de limão siciliano – usei limão verdinho
3 ½ colheres (sopa) - 49g - de manteiga sem sal, gelada e picada
½ xícara + 1 colher (sopa) - 80g - de farinha de trigo
3 ½ colheres (sopa) - 42g - de açúcar refinado
1 pitada de sal

Pré-aqueça o forno a 180°C.

Unte com manteiga dois potinhos refratários com capacidade para 1 xícara (240ml) cada. Divida os morangos entre eles, salpique cada um com ½ colher (sopa) de açúcar e regue com o suco de limão.
Coloque a manteiga, a farinha, o açúcar e o sal numa tigela e, usando as pontas dos dedos, vá unindo a manteiga aos ingredientes secos, até obter uma farofa grossa. Espalhe esta farofinha sobre os morangos, coloque os potinhos numa assadeira e leve ao forno por 25-30 minutos ou até dourar.
Sirva morno com creme de leite fresco ou iogurte natural.

Vou ser honesta com vocês...eu mudei algumas coisas na receita...como sempre, porque já tinha visto a Nigella fazer com um toque de vinagre balsâmico e tal...e não sei se eu não fiz direito ou se é o sabor mesmo, mas alguma coisa não me agradou neste doce. Gosto de doce bem doce e este não ficou para meu paladar...mas é gostoso para quem gosta de doces mais azedinhos.

sábado, 17 de julho de 2010

Brigadeirão da Tia Ilza depois de uns 20 anos.



Eu tenho uma tia chamada Ilza...e não a vejo há muitos anos, mas estes dias acordei com uma vontade de comer doce e não sabia o que fazer. Olhei na net, pesquisei todos os blogs que gosto em busca de algo gostoso, fácil e que eu já tivesse todos os ingredientes...e nada fez TCHAM...
Daí tive um flashback fortíssimo, lembrei da Tia Ilza, lembrei que quando criança eu AMAVA brincar na casa dela e passar férias lá. E ela é uma cozinheira excepcional, não porque estudou e nem porque se matava para fazer coisas deliciosas, mas porque simplesmente tinha este dom.
Ela pegava uma receita qualquer e fazia uma obra de arte...
E ela deixava a gente ver, explicava e ensinava. Acho que nenhuma das 2 filhas mulheres dela (minhas primas) perpetuaram o dom...risos...mas eu fui altamente influenciada.
Até hoje me lembro dela virando esta receita dentro da forma para ir ao forno e raspando com uma espátula até o recipiente estar sem uma gota de doce...daí me disse "A gente tem que raspar tudinho, não pode desperdiçar deixando resto..." e sem querer, até hoje quando raspo uma panela até para transferir resto de comida para colocar na geladeira, não consigo evitar de raspar até o último grão de arroz.
Esta receita tem o cheiro, o gosto e até a cor da casa dela...lembro até da cozinha...e foi ela que eu fiz, depois de quase 20 anos, para comer neste dia.
Não faço sempre porque é uma BOMBA de engordar (mas é um absurdo de sabor).
Tem uma casquinha que fica no fundo do pudim quando a gente desenforma que é o TCHAMMMMMM que eu estava procurando aquele dia.


Brigadeirão.
5 gemas
2 latas de leite condensado
1/2 medida da lata de leite de vaca
6 colheres de chocolate em pó (ou cacau em pó se quiser mais amargo)
caramelo para caramelar a fôrma

Bater tudo no liquidificador e despejar na fôrma de pudim ou em formas individuais já previamente caramelizadas (eu uso o caramelo que minha mãe faz para mim uma quantidade grande e deixo na geladeira, num vidro, para estas ocasiões). Assar em banho maria como um pudim e esperar esfriar para desenformar (tem que passar uma faquinha na lateral bem onde fica a casquinha, porque ela gruda na fôrma.

sábado, 3 de julho de 2010

Peanut butter cupcakes



Estes dias estava lendo este post da Ana Elisa e, apesar de concordar com ela de que este negócio de moda é um "pé"...eu sempre amei os cupcakes. Na verdade, eu sempre amei muffins, sempre os fiz e sempre os publiquei aqui, mas nunca tinha feito cupcakes, com coberturinha e decoração e tudo, mas sempre tive vontade. Então desta vez não resisti. 
Acho que o post dela fez o efeito contrário em mim...risos, me fez pensar porque eu nunca tinha feito os cupcakes, então, depois do livro que comprei quando fui para a Disney, decidi arriscar primeiro com o cupcake de peanut butter, porque tinha um vidro aqui parado na geladeira há um tempão. Fiz algumas adaptações, tanto na massa, quanto na cobertura, por falta de ingredientes, mas nada absurdo e ficou muito bom.
Ingredientes do cupcake:
2/3 de xícara de margarina sem sal
1/2 xícara de açúcar mascavo
2 ovos
1/2 xícara de peanut butter
1 e 1/4 de xícara de farinha de trigo
1/2 colher de sopa de fermento
1/2 copo de iogurte natural


Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno e coloque as forminhas de papel na forma de muffin.
Colocar na batederia a margarina e o açúcar e bata até ficar cremoso. Adicione os ovos, um a um. Adicione a manteiga de amendoim e depois vá combinando os outros ingredientes aos poucos. Divida esta mistura nas forminhas e asse até dourar.




Ingredientes da cobertura:
2 colheres de sopa bem cheias de manteiga de amendoim
1/4 de xícara de caramelo (tipo de pudim) em temperatura ambiente
2 colheres de sopa de mascarpone
Bater tudo na batedeira e colocar num saco de confeiteiro na geladeira até a hora de usar.


Quando fui comer o cupcake (eu gosto deles quentinhos) coloquei um pouco da cobertura por cima com o saco de confeitar e um m&m só para decorar.