quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Bolinho cremoso de cacau e cottage - fácil, chique e delicioso!


Sexta-feira é meu aniversário e eu não queria fazer bolo de aniversário igual todo ano, que dá um trabalhão e sempre sobre um monte, então vi esta idéia na capa da Claudia Comida deste mês e foi minha salvação.
Primeiro porque é um bolinho individual e na medida certa.
Daí você pensa..."mas se você não queria ter trabalho vai fazer bolo individual???"
A hora que vocês olharem a receita vão entender...bate tudo no processador, ingredientes fáceis (e não muito engordativo, o que é ótimo) e assa em forminha de muffin. Pronto, me apaixonei pela receita.
Segundo porque é uma delícia!!!



Ingredientes:
2 xícaras de queijo cottage
2 ovos
1 xícara de açúcar de confeiteiro
1/3 de xícara de cacau em pó (de boa qualidade)
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1 e 1/2 colher de chá de essência de baunilha
Manteiga para untar
Cacau em pó para polvilhar

No procassador bata todos os ingredientes por três minutos ou até obter um creme bem leve.
Distrobua entre oito forminhas de alumínio para muffin untadas com manteiga e polvilhadas com cacau em pó.
Asse em forno baixo (135 graus) preaquecido, por 25 minutos ou até que a massa fique firme.
Deixe esfriar sobre uma grade e leve para gelar, por no mínimo 2 horas.
Desenforme os bolinhos (se for necessário aqueça ligeiramente o fundo das forminhas) e sirva-os polvilhados com cacu em pó.
Rende 8 bolinhos.

Eu servi também com chantilly e ficou maravilhoso.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Doce de banana, creme e suspiro da Carla Pernambuco para a Carol


Eu tenho uma amiga chamada Carol, que já foi citada aqui algumas vezes antes. Ela chega na minha casa no carnaval e me fala "tô com tanta vontade de comer um doce daqueles que tem banana embaixo e suspiro em cima sabe?"
Pronto...a danada da receita táva ali marcada no livro da Carla Pernambuco há um tempão, esperando alguém para comer...daí não tive escolha...risos.

Preciso fazer um comentário...que espécie de receita pede meia lata de leite condensado e deixa a gente com aquela outra metade da lata na geladeira todo dia te olhando até você devorar a danada? Que sacanagem...kkk

Creme:
500ml de leite
15 g de manteiga
100g de açúcar
80g de gemas (umas 4 ou 5 gemas)
40g de amido de milho (eu achei que o creme ficou um pouco duro, se fosse você reduziria o amido um pouco)
1/2 lata de leite condensado.

Ferva o leite com a manteiga, o leite condensado e a metade do açúcar. Bata o açúcar restante com a gema e o amido de milho numa tigela. Despeje metade do leite fervido nas gemas batidas, misture tudo e volte a mistura pra panela, misturando até engrossar. Retire do fogo.



10 bananas-nanicas
4 claras (das gemas que vc usou)
1 pitada de sal
2 e 1/2 xícaras de açúcar
1 xícara de água
1 colher de café de canela

Em um pirex refratário arrume as bananas descascadas. Misture 1/2 xícara de açúcar com a canela e polvilhe sobre as bananas. Leve ao forno preaquecido a 180 graus por cerca de 10 minutos para as bananas murcharem.
Retire do forno e espalhe o creme sobre as bananas.
Deixe esfriar.
Enquanto isso junte 2 xícaras de açúcar e uma xícara de água e leve ao fogo para fazer uma calda em ponto de fio brando.
Na batedeira bata as claras em neve com uma pitada de sal e, quando a calda estiver pronta, coloque a batedeira em velocidade lenta e vá acrescentando a calda aos poucos. Continue batendo até o merengue amornar (você deve conseguir colocar a mão na tigela da batedeira e ela estar quase fria - cerca de 20 minutos batendo). Espalhe o merengue sobre o creme e leve ao forno alto (200 graus) até dourar.
Resfrie e sirva.

A melhor parte é sua filha de 9 anos chegar em casa, olhar o doce e fazer uma cara de espanto achando ele lindo como se fosse uma Polly!!! Não tem preço.
O efeito do merengue assado é muito bonito.


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Pão de "linguiça" da Vó Zita - confort food




É meio óbvio que todas as receitas que você já reproduziu alguma vez na sua vida foi alguma receita que foi passada por gerações de alguma família, sendo que muitas delas foram adaptadas com o tempo por causa de falta de ingredientes, ou locais, ou várias outras razões.
Esta receita é mais uma destas receitas passada de mãe para filha, mas que eu nunca vi em nenhum dos milhares livros e receitas que já li por aí. Penso que se minha Vó não tivesse ensinado uma de minhas tias, e que se meu pai um dia não pedisse a receita a ela para minha mãe fazer, e não a fizesse durante todos estes anos, ela estaria perdida já na memória só de uma família.

Nós chamamos de pão de linguiça, mas na verdade a receita não tem absolutamente nada de linguiça, a não ser carne de porco moída...que é a única razão para eu entender a associação do nome.

MASSA
600 gramas de trigo

1 colher de sopa de fermento
200 gramas de margarina
1 colher de chá de sal
Leite suficiente para dar liga a massa até ela desgrudar da mão e da vasilha

As fotos foram tiradas por mim e meus pais foi quem fizeram a receita que compartilho com vocês.





 RECHEIO
1 kg de carne de porco moída
100 gramas de queijo ralado
2 ovos
1 porção de azeitona picada
2 cebolas cortada em rodelas finas
2 tomates grandes cortados em rodelas finas




PREPARO

Massa: Misturar o sal o fermento e a margarina com a farinha, em seguida vá misturando o leite aos poucos enquanto está sovando a massa até ela adquirir consistência lisa e um certo brilho, deixe a massa descansar por meia hora. Quando for fazer os pães divida a massa em dois ou três pedaços.


Carne: A carne moída deve ser levada ao fogo para refogar, sem mexer muito para não juntar água.
Não adicione água ao cozimento.
Quando ela estiver cozida, mas ainda bem clarinha, desligue e acrescente o queijo ralado e os ovos, misture um pouco e deixe-a esfriar. Ela não deve ficar muito cozida, pois ainda vai assar depois.




Abra a massa como se fosse uma pizza, em seguida espalhe a carne em toda sua extensão (deixe só um espaço nas bordas), coloque as rodelas de cebola e tomate (atenção, não economize na quantidade destes ingredientes, pois são eles que vão deixar o pão úmido), coloque as azeitonas. Enrolar o pão com cuidado para não romper a massa, em seguida coloque o pão em forma polvilhada com farinha de trigo, passe sobre ele uma gema batida de ovo.


Leve ao forno quente até o mesmo ficar corado e estará pronto para ser servido.










quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Uma saladinha diferente



Dias destes dei de cara com uma lata de feijão branco na minha despensa. Sempre achei que ele tinha uma carinha tão boa, mas nunca tinha experimentado e acabei comprando pra me obrigar a fazer alguma coisa com ela.
E fiz.
Uma saladinha bem básica de feijão branco já cozido, com tomates picados na panela com azeite, azeitonas, pimenta biquinho e alguns temperos.
Bem básico, sem receita, mas uma delícia.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Bolo de milho com frutas cristalizadas


Continuando na missão de acabar com as sobras do fim do ano...risos, aqui estou eu usando mais um pouco das frutas cristalizadas que encheram um pote no dia das rabanadas do natal.
Então resolvi fazer minha tradicional receita de bolo de milho, só que com algumas novidades.

Receita:

1 lata de milho verde com a água e tudo
1 xícara de leite
2 ovos inteiros
1/3 de xícara de óleo
1 xícara de açúcar
6 colheres de sopa bem cheia de fubá
3 colheres de sopa farinha de amêndoa
1 colher de sobremesa de fermento
frutas cristalizadas a gosto


Bata tudo no liquidificador (menos as frutas cristalizadas).
Unte uma fôrma com manteiga e farinha e despeje uma quantidade de frutas cristalizadas para decorar o fundo e depois despeje a massa do liquidificador por cima. Asse no forno pré-aquecido a 180 graus por 30 minutos em média ou até que, enfiando um garfo no centro do bolo, ele saia limpinho.


Depois que o bolo estiver assado, polvilhe açúcar e canela misturados por cima dele (na proporção que você gosta)